sábado, janeiro 06, 2007

2007 - COMEÇO AMAZÔNICO
















Fogos em Copacabana e reveillon em companhia de Berta Becker, no Rio de Janeiro, 01.01.07

Amazônia

O ano começou cara a cara com os fogos, no apartamento de Bertha Becker no Rio, de onde de pode olhar para a beleza do mar, dos navios ancorados, das luzes milhares que parecem inundar a vida da gente por alguns minutos. Além de ver todas aquelas pessoas de branco comemorando juntas, abraçadas, pacíficas, o mais incrível era ouvir em uníssono aquele UOUH! alto cada vez que mais luzes e cores eram derrubados sobre a gente.

Amazônia, o futuro das políticas governamentais e o papel da iniciativa privada; falamos sobre esses e outros impasses para 2007. Um dado novo parece surgir das experiências recentes, dela e minha - o papel a ser desempenhado pela iniciativa privada que pode vir a ser diferente daquele tradicionalmente predatório. Se isso se confirmar no futuro próximo, teremos algo a comemorar, afinal, sociedade e governo, local e federal, em algumas áreas vêm cumprindo importantes agendas enquanto empresas privadas agem à margem da lei.

Meio Ambiente

Meu desejo para 2007 é ver uma mudança no Ministério do Meio Ambiente. Lula não entendeu a mensagem da Marina apesar de todo esforço feito de dividir a agenda ambiental com as demais esferas de governo. É muito importante saber a hora de sair. É aquela hora na qual sabemos que podemos fazer mais, mas percebemos que a curva de efetividade dos nossos atos, por motivos que não controlamos, começa a cair.

Marina fez um excelente trabalho. É uma pessoa de missão e pode reverter o quadro atual. Mas não acho que deveria se colocar esse desafio. A permanência da Ministra sem a força necessária neutraliza a sociedade, que a respeita e não quer entrar em choque com ela. É preciso abrir espaço para a sociedade se manifestar, questionar, brigar, forçar o governo a respeitar posições. Só assim Lula e sua equipe vão perceber que as posições da Ministra não são somente dela, mas da sociedade que está cansada da maneira convencional de se decidir a respeito do futuro do país.

2 comentários:

Alini Ploszaj disse...

Mary...

É um prazer ter a oportunidade de ter acesso ao seu blog. Além disso, a oportunidade que tive ao conhecê-la e ouvir as suas histórias e seus pontos de vista tornam você uma pessoa especial para mim.

Com seu blog, podemos ter uma idéia da grandiosidade que envolve a história da Amazônia, a luta de uma minoria que sempre procurou lutar para algo maior que o ego de cada um, pessoas que abriram mão de suas vidas para o bem de todos.

Enfim, pessoas que fizeram de sua vida o destino de uma região, de moradores, de seringueiros...

Como disse Gandhi:
You must be the change You wish to see in the world.

Meus sinceros parabéns por fazer parte dessa mudança!

Um feliz ano novo repleto de mudanças em nosso país!

Alini Ploszaj disse...

Mary...

É um prazer ter a oportunidade de ter acesso ao seu blog. Além disso, a oportunidade que tive ao conhecê-la e ouvir as suas histórias e seus pontos de vista tornam você uma pessoa especial para mim.

Com seu blog, podemos ter uma idéia da grandiosidade que envolve a história da Amazônia, a luta de uma minoria que sempre procurou lutar para algo maior que o ego de cada um, pessoas que abriram mão de suas vidas para o bem de todos.

Enfim, pessoas que fizeram de sua vida o destino de uma região, de moradores, de seringueiros...

Como disse Gandhi:
You must be the change You wish to see in the world.

Meus sinceros parabéns por fazer parte dessa mudança!